terça-feira, 12 de outubro de 2010

Guloseimas, Esconde-esconde, Campanhas anti-banho

Lendo o título desse post, você lembra do quê? Claro: Crianças, infância, e outras coisas relacionadas a fase mais gostosa da vida de alguém. É na infância que fazemos algumas campanhas anti-banho, porque tomar banho significava 20 minutos a menos pra brincar, e isso era uma tortura, não concordam? Quem poderia imaginar que as pessoas que um dia brincavam de esconde-esconde com você poderiam se tornar pessoas muito especias no futuro? Comer doces era sinônimo de estar no País das Maravilhas, nada melhor do que aquele pirulito que deixava a língua vermelha, e que fazia a gente tirar muitas fotos mostrando-a. Era o máximo! E o que você me diz de cantar no ventilador? Nossa! Era um dos passatempos mais incríveis, porque a voz ficava igual a da Lady Gaga com efeito, ficávamos nos achando os robôzinhos do pedaço!
Ir pra escola era uma coisa interessante, mas perdi a conta de quantas vezes eu preferi ficar em casa vendo a "Família Dinossauro", e imitando o Baby: "Não é a mamãe, não é a mamãe". Andar de salto pela casa inteira me dava a sensação de que eu me transformava na Naomi Campbell. Não me conformava com o fato de não alcançar as coisas que ficavam em cima de armário e estantes altas, eu precisava crescer!


A vontade ser grande tomou conta de mim quando completei 7 anos, e o tempo começou a passar bem rápido. Agora, depois que mais 7 anos se passaram eu posso dizer que ser grande não é uma das coisas mais incríveis, mas é muito bom (ah! já consigo alcançar coisas que são guardadas em estantes altas). Sinto falta de muitas coisas que fazia na minha infância, mas cada momento que vivo hoje é muito especial. De vez em quando, tento fazer coisas que fazia quando era criança, tipo brincar de "beber" chuva e me sujar na lama, fazer castelos de areia, tomar banho na piscina de roupa comum, assistir "Família Dinossauro" e ficar imitando o Baby para as minhas amigas da escola, colecionar Barbies, e passear na casa só de calcinha (AUHSUHS, A ÚLTIMA É MENTIRA!).
Não sou mais criança, mas meus irmãos ainda são, e eu os ajudo e os aconselho a aproveitar o máximo, enquanto eles podem. Concluindo: O que tenho a dizer sobre hoje, 12 de outubro e Dia das Crianças, é: "Feliz dia das ex e atuais crianças, a vida ainda prepara muitas surpresas pra nós!".

2 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAAAAAAMEI bru *--*
    Ainda faço campanhas anti-banho,claro que é porque eu sou uma baby! HAUHAUHAUAHUAHUAHAU

    ResponderExcluir
  2. Amiga, tu tinha que falar isso em público, né? UAHSUAHSUHASUAH. Ah, todo mundo tem seus momentos de baby, é normal e bem legal!

    ResponderExcluir

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Guloseimas, Esconde-esconde, Campanhas anti-banho

Lendo o título desse post, você lembra do quê? Claro: Crianças, infância, e outras coisas relacionadas a fase mais gostosa da vida de alguém. É na infância que fazemos algumas campanhas anti-banho, porque tomar banho significava 20 minutos a menos pra brincar, e isso era uma tortura, não concordam? Quem poderia imaginar que as pessoas que um dia brincavam de esconde-esconde com você poderiam se tornar pessoas muito especias no futuro? Comer doces era sinônimo de estar no País das Maravilhas, nada melhor do que aquele pirulito que deixava a língua vermelha, e que fazia a gente tirar muitas fotos mostrando-a. Era o máximo! E o que você me diz de cantar no ventilador? Nossa! Era um dos passatempos mais incríveis, porque a voz ficava igual a da Lady Gaga com efeito, ficávamos nos achando os robôzinhos do pedaço!
Ir pra escola era uma coisa interessante, mas perdi a conta de quantas vezes eu preferi ficar em casa vendo a "Família Dinossauro", e imitando o Baby: "Não é a mamãe, não é a mamãe". Andar de salto pela casa inteira me dava a sensação de que eu me transformava na Naomi Campbell. Não me conformava com o fato de não alcançar as coisas que ficavam em cima de armário e estantes altas, eu precisava crescer!


A vontade ser grande tomou conta de mim quando completei 7 anos, e o tempo começou a passar bem rápido. Agora, depois que mais 7 anos se passaram eu posso dizer que ser grande não é uma das coisas mais incríveis, mas é muito bom (ah! já consigo alcançar coisas que são guardadas em estantes altas). Sinto falta de muitas coisas que fazia na minha infância, mas cada momento que vivo hoje é muito especial. De vez em quando, tento fazer coisas que fazia quando era criança, tipo brincar de "beber" chuva e me sujar na lama, fazer castelos de areia, tomar banho na piscina de roupa comum, assistir "Família Dinossauro" e ficar imitando o Baby para as minhas amigas da escola, colecionar Barbies, e passear na casa só de calcinha (AUHSUHS, A ÚLTIMA É MENTIRA!).
Não sou mais criança, mas meus irmãos ainda são, e eu os ajudo e os aconselho a aproveitar o máximo, enquanto eles podem. Concluindo: O que tenho a dizer sobre hoje, 12 de outubro e Dia das Crianças, é: "Feliz dia das ex e atuais crianças, a vida ainda prepara muitas surpresas pra nós!".

2 comentários:

  1. AAAAAAAAAAAAAAAAMEI bru *--*
    Ainda faço campanhas anti-banho,claro que é porque eu sou uma baby! HAUHAUHAUAHUAHUAHAU

    ResponderExcluir
  2. Amiga, tu tinha que falar isso em público, né? UAHSUAHSUHASUAH. Ah, todo mundo tem seus momentos de baby, é normal e bem legal!

    ResponderExcluir

Leia Também

Related Posts with Thumbnails