sábado, 12 de dezembro de 2009

Algumas mentiras que aprendemos na escola

"Amazônia é o pulmão do mundo"
Qual a mentira?
R- Se a gente levar a frase ao pé da letra, a Amazônia enche a atmosfera de CO², e a função de um pulmão é inspirar oxigênio e expirar CO². Tirando a metáfora errada, a informação também não é correta porque a quantidade de oxigênio que a Amazônia libera não é tão relevante assim. As algas dos oceanos por exemplo, liberam cinco vezes mais oxigênio que as àrvores da Amazônia.

"Newton descobriu a Teoria da Gravidade quando uma maçã caiu na cabeça dele"
Qual a mentira?
R- A história da maçã é clássica, mas muito simplificada. Os alunos podem ficar com a impressão de que Newton nunca tinha pensado sobre o assunto. Isaac N. gostava de contar essa história para ilustrar seu trabalho, mas a teoria do físico inglês só foi criada após muita reflexão.

"O efeito estufa é causado por raios solares barrados pela atmosfera"
Qual a mentira?
R- O erro aqui é sutil, mas faz toda a diferença: se a atmosfera barrasse os raios solares, eles nem conseguiriam entrar na Terra para criar o efeito estufa, certo? Uma pequena parcela deles realmente é refletida pela atmosfera, mas a maior parte "entra" no planeta sem problemas. O que causa mesmo o efeito estufa é a radiação infravermelha emitida pela Terra após esta ser aquecida pelo contato com a luz solar.

"Pedro Àlvares Cabral descobriu o Brasil"
Qual a mentira?
R- Ao contrário do que ainda dizem os livros, já é quase consenso entre os historiadores que o Brasil foi descoberto pelo português Duarte Pacheco em 1498. E isso sem considerar teorias que apontam a chegada de outros povos por aqui antes das caravelas lusitanas. A aventura de Duarte Pacheco foi narrada no documento "Esmeraldo de Situ Orbis", que passou séculos na berlinda até reaparecer no século 19, quando começou a ser estudado por historiadores. Hoje, os especialistas acreditam que Cabral apenas tomou posse da terra descoberta dois anos depois por Duarte Pacheco.


P.S.: Em breve, a segunda parte. Beijos Babys.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sábado, 12 de dezembro de 2009

Algumas mentiras que aprendemos na escola

"Amazônia é o pulmão do mundo"
Qual a mentira?
R- Se a gente levar a frase ao pé da letra, a Amazônia enche a atmosfera de CO², e a função de um pulmão é inspirar oxigênio e expirar CO². Tirando a metáfora errada, a informação também não é correta porque a quantidade de oxigênio que a Amazônia libera não é tão relevante assim. As algas dos oceanos por exemplo, liberam cinco vezes mais oxigênio que as àrvores da Amazônia.

"Newton descobriu a Teoria da Gravidade quando uma maçã caiu na cabeça dele"
Qual a mentira?
R- A história da maçã é clássica, mas muito simplificada. Os alunos podem ficar com a impressão de que Newton nunca tinha pensado sobre o assunto. Isaac N. gostava de contar essa história para ilustrar seu trabalho, mas a teoria do físico inglês só foi criada após muita reflexão.

"O efeito estufa é causado por raios solares barrados pela atmosfera"
Qual a mentira?
R- O erro aqui é sutil, mas faz toda a diferença: se a atmosfera barrasse os raios solares, eles nem conseguiriam entrar na Terra para criar o efeito estufa, certo? Uma pequena parcela deles realmente é refletida pela atmosfera, mas a maior parte "entra" no planeta sem problemas. O que causa mesmo o efeito estufa é a radiação infravermelha emitida pela Terra após esta ser aquecida pelo contato com a luz solar.

"Pedro Àlvares Cabral descobriu o Brasil"
Qual a mentira?
R- Ao contrário do que ainda dizem os livros, já é quase consenso entre os historiadores que o Brasil foi descoberto pelo português Duarte Pacheco em 1498. E isso sem considerar teorias que apontam a chegada de outros povos por aqui antes das caravelas lusitanas. A aventura de Duarte Pacheco foi narrada no documento "Esmeraldo de Situ Orbis", que passou séculos na berlinda até reaparecer no século 19, quando começou a ser estudado por historiadores. Hoje, os especialistas acreditam que Cabral apenas tomou posse da terra descoberta dois anos depois por Duarte Pacheco.


P.S.: Em breve, a segunda parte. Beijos Babys.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia Também

Related Posts with Thumbnails