sábado, 31 de outubro de 2009

TPM, TPM, TPM


É um horror, se alguém nos cumprimenta nesses dias, a vontade que nos dá é de pular em cima da pessoa e arrancar seus cabelos. Não se procupe, isso é normal, acontece com 75% das mulheres, ou seja, mais da metade delas não gostam nem de escutar a voz das pessoas, que já ficam com os nervos à flor da pele.

A nossa sensação é de que o mundo vai acabar antes da menstruação, mas depois fica tudo bem. Dá uma raivinha né?


Sintomas da TPM
- Depressão, sentimento de desesperança, pensamentos auto-depreciativos;
- Ansiedade, tensão, nervosismo, excitação;
- Fraqueza afetiva, tristeza repentina, choro fácil, sentimento de rejeição;
- Raiva ou irritabilidade persistente, aumento dos conflitos interpessoais;
- Diminuição do interesse pelas atividades habituais;
- Sensação de dificuldade de concentração;
- Cansaço, fadiga fácil, falta de energia;
- Acentuada alteração do apetite;
- Distúrbios do sono;
- Sensação de estar fora do próprio controle;
- Inchaço e/ou sensibilidade mamária aumentada;
- Dor de cabeça;
- Dores musculares;
- Ganho de peso ou sensação de inchaço;
- Cólica Menstrual ou Dismenorréia.


Causas
Muitas hipóteses tem sido feitas a respeito das causas desta doença mas, atualmente, o que parece prevalecer é que sejam influências hormonais normais do ciclo menstrual que interfiram no sistema nervoso central. Parece haver uma íntima relação entre os hormônios sexuais femininos, as endorfinas (substâncias naturais ligadas a sensação de prazer) e os neurotransmissores tais como a serotonina. É importante ressaltar que esta síndrome acompanha a menstruação normal da mulher.


Tratamento
Por se tratar de uma síndrome, não existem tratamentos específicos já que os sintomas variam muito de intensidade para cada mulher. Resultados não cientificamente comprovados mostram que a vitamina B6 ( Piridoxina ), a vitamina E, o cálcio e o magnésio podem ser usados com melhora dos sintomas. Outro medicamento é o ácido gama linoléico que é um ácido graxo essencial. Pode ser encontrado no óleo de prímula. Existem advertências sérias do FDA americano a respeito de medicações alternativas naturais e de possíveis efeitos colaterais graves, portanto este, como qualquer outro medicamento, mesmo "natural", só deve ser usado mediante prescrição médica.
Na verdade, o melhor caminho para o tratamento da TPM é consultar um médico ginecologista e descrever para ele todos os sintomas que a mulher sente antes e depois da menstruação.
O melhor medicamento é o que, sozinho ou associado, reduza os sintomas. Como esta síndrome está ligada à ovulação, muitas mulheres podem se beneficiar do uso da pílula anticoncepcional que suspende a ovulação. Nos Estados Unidos, a FDA aprovou a pílula com Drosperinona e Etinilestradiol para mulheres que tem sintomas de TPM e desejam uma anticoncepção hormonal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

sábado, 31 de outubro de 2009

TPM, TPM, TPM


É um horror, se alguém nos cumprimenta nesses dias, a vontade que nos dá é de pular em cima da pessoa e arrancar seus cabelos. Não se procupe, isso é normal, acontece com 75% das mulheres, ou seja, mais da metade delas não gostam nem de escutar a voz das pessoas, que já ficam com os nervos à flor da pele.

A nossa sensação é de que o mundo vai acabar antes da menstruação, mas depois fica tudo bem. Dá uma raivinha né?


Sintomas da TPM
- Depressão, sentimento de desesperança, pensamentos auto-depreciativos;
- Ansiedade, tensão, nervosismo, excitação;
- Fraqueza afetiva, tristeza repentina, choro fácil, sentimento de rejeição;
- Raiva ou irritabilidade persistente, aumento dos conflitos interpessoais;
- Diminuição do interesse pelas atividades habituais;
- Sensação de dificuldade de concentração;
- Cansaço, fadiga fácil, falta de energia;
- Acentuada alteração do apetite;
- Distúrbios do sono;
- Sensação de estar fora do próprio controle;
- Inchaço e/ou sensibilidade mamária aumentada;
- Dor de cabeça;
- Dores musculares;
- Ganho de peso ou sensação de inchaço;
- Cólica Menstrual ou Dismenorréia.


Causas
Muitas hipóteses tem sido feitas a respeito das causas desta doença mas, atualmente, o que parece prevalecer é que sejam influências hormonais normais do ciclo menstrual que interfiram no sistema nervoso central. Parece haver uma íntima relação entre os hormônios sexuais femininos, as endorfinas (substâncias naturais ligadas a sensação de prazer) e os neurotransmissores tais como a serotonina. É importante ressaltar que esta síndrome acompanha a menstruação normal da mulher.


Tratamento
Por se tratar de uma síndrome, não existem tratamentos específicos já que os sintomas variam muito de intensidade para cada mulher. Resultados não cientificamente comprovados mostram que a vitamina B6 ( Piridoxina ), a vitamina E, o cálcio e o magnésio podem ser usados com melhora dos sintomas. Outro medicamento é o ácido gama linoléico que é um ácido graxo essencial. Pode ser encontrado no óleo de prímula. Existem advertências sérias do FDA americano a respeito de medicações alternativas naturais e de possíveis efeitos colaterais graves, portanto este, como qualquer outro medicamento, mesmo "natural", só deve ser usado mediante prescrição médica.
Na verdade, o melhor caminho para o tratamento da TPM é consultar um médico ginecologista e descrever para ele todos os sintomas que a mulher sente antes e depois da menstruação.
O melhor medicamento é o que, sozinho ou associado, reduza os sintomas. Como esta síndrome está ligada à ovulação, muitas mulheres podem se beneficiar do uso da pílula anticoncepcional que suspende a ovulação. Nos Estados Unidos, a FDA aprovou a pílula com Drosperinona e Etinilestradiol para mulheres que tem sintomas de TPM e desejam uma anticoncepção hormonal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia Também

Related Posts with Thumbnails