terça-feira, 27 de outubro de 2009

Depilação


Se tem um assunto de que toda brasileira entende é depilação. Lâmina, cera, creme – cada mulher tem a sua preferência e a sua “dica” para a hora da depilação.

Mas o que nem todo mundo sabe é que o tipo de depilação deve ser escolhido com muito cuidado, porque nem todo mundo pode se depilar de qualquer forma. A escolha tem que ser bem pensada, levando-se em conta os prós e os contras de cada método. Neste assunto não existe nada absoluto – o melhor método de depilação é aquele que for melhor para você.

Confira os prós e os contras de todos os tipos de depilação disponível no Brasil, e conquiste aquela tão sonhada pele lisinha.

Lâmina. É a popular gilete. Corta a parte mais superficial do pêlo, apenas.
Custo: Baixo. Cerca de R$ 3 a unidade descartável.
Duração: Dois ou três dias.
Dor: Indolor.
Prós: Fácil, rápido, barato, indolor.
Contras: Precisa ser feita com muita freqüência, já que é apenas superficial. Precisa haver cuidado para não ocorrerem cortes na pele. Também pode causar alergias, irritação e até foliculite. Não deve ser usada no rosto.
Recomendações: estique a pele, e passe a lâmina sempre no sentido do crescimento do pêlo, para não encravar. Sempre use lâminas novas.


Creme depilatório. É um creme que “dissolve” os pêlos. Depois de aplicar o creme, você passa uma espátula sobre a pele e o retira – pronto, está depilada.

Custo: Entre R$ 20 e R$ 30.

Duração: De 3 a 5 dias.

Dor: É indolor.

Prós: Fácil de aplicar, pode ser feito em casa, indolor.

Contras: Cheiro não muito agradável (o que pode ser resolvido com a versão perfumada). Pode causar alergia. Recomendações: É muito importante que, antes de usar este creme, você faça um teste em um pedacinho de pele (no antebraço, por exemplo) para excluir a possibilidade de alergias.


Aparelhos elétricos. Existem alguns tipos de aparelhos elétricos de depilação. Alguns se parecem com um aparelho de barbear normal; outros têm dispositivos internos que enrolam e puxam o pêlo, arrancando-o. O terceiro tipo é o roll-on, que parece os aparelhinhos usados em salão.

Custo: Varia conforme o tipo, mas é bem mais caro do que uma lâmina normal.

Duração: 20 dias (o segundo e o terceiro tipos; o primeiro, como não arranca o pêlo pela raiz, faz com que a depilação dure menos).

Dor: Os tipos que arrancam o pêlo pela raiz provocam mais dor.

Prós: Rápido de usar, agride menos a pele em comparação com a lâmina comum.

Contras: É Caro. Recomendações: Não devem ser utilizados em peles machucadas, propensas a irritação ou que tenham sido expostas ao sol.


Cera fria. Um dos métodos mais populares de depilação. Espalha-se a cera sobre uma lâmina de celofane e colada na área a ser depilada. Depois, puxa-se a lâmina, com força, para arrancar os pêlos.

Custo: Cerca de 40 reais a sessão.

Duração: De 20 a 30 dias.

Dor: Doloroso.

Prós: Bom pra quem é sensível ao calor. Pode ser aplicada em casa.

Contras: Dói mais que a cera quente, por não ter calor para abrir os poros. Resseca a pele – é um dos métodos mais agressivos. Pode provocar foliculite. Os pêlos precisam estar longos. Recomendações: Após a depilação, é recomendável hidratar a pele com alguma loção calmante, com camomila, maracujá, aloe vera etc.


Cera quente. Outro método bem popular – inclusive nos salões de beleza. Este método dói menos do que a cera fria, porque a temperatura alta da cera ajuda a fazer com que os poros se expandam – e a depilação seja mais fácil. A cera quente pode ter em sua composição agentes hidratantes ou relaxantes (mel, algas etc.), o que auxilia a evitar reações desagradáveis.

Custo: Cerca de 40 reais a sessão.

Duração: De 20 a 30 dias.Dor: Doloroso.

Prós: O calor ajuda a abrir os poros, provocando menos dor do que a cera fria. Os pêlos, enfraquecidos, tendem a diminuir com a freqüência das sessões.

Contras: Dói. Pode queimar a pele, ou escurecê-la. Os pêlos precisam estar longos.Recomendações: Fique de olho: a cera quente reutilizada é foco de infecções. Recomenda-se que a sessão seja repetida só depôs de no mínimo 28 dias, que é o tempo que a pele leva para se recompor depois da depilação.


Depilação com linha (iraquiana, chinesa, egípcia). É um método novo aqui no Brasil, porém muito antiga em outras civilizações – até os egípcios já a utilizavam. Também chamada de depilação a fio, porque arranca os pêlos fio a fio, utilizando-se uma linha de seda ou de algodão.

Custo: É cara: um rosto pode chegar a R$ 150. Um buço, R$ 45.

Duração: Cerca de um mês.

Dor: Dói como uma pinça.

Prós: Não existe química envolvida. Pode ser feita no rosto.

Contras: Não existe contra-indicação, porque não existe química envolvida. A sessão é demorada – para se depilar um rosto feminino, demora-se 30 minutos. Para se depilar uma barba, pode-se demorar seis horas. É cara.Recomendações: Antes: limpar bem o local a ser depilado, com álcool 70%. Depois: Não é bom usar cremes hidratantes nos dois dias sucessivos à depilação.


Depilação definitiva. Existem alguns tipos, mas aqui vamos tratar do laser, o método mais popular. O laser é captado pela melanina – pigmento responsável pela coloração do fio. Essa energia vai destruir a capacidade de o folículo produzir um novo fio.

Custo: Na clínica Espaço laser, por exemplo, as quatro seções para virilha saem R$ 920, a axila R$ 820 e a perna inteira R$ 2.250.

Duração: É definitiva. Os pêlos só vão reaparecer em algumas áreas no caso de alguma disfunção hormonal.

Dor: É doloroso. A esteticista aplica gelo/anestésico sobre a área a ser depilada.

Prós: É definitivo. O laser pode ser aplicado em qualquer área do corpo.

Contras: Tratamento caro e doloroso. Peles morenas e pêlos claros exigem um equipamento específico. São necessárias cerca de seis sessões para o tratamento ser completo. Se a intensidade do aparelho não for bem regulada, corre-se o risco de haver queimaduras de segundo grau. Recomendações: É recomendável que se fique sem tomar sol por pelo menos três semanas antes do tratamento. Depois das sessões, deve-se evitar o calor/sol sobre o local depilado.


Pinça. É o método campeão para pequenas áreas, como a sobrancelha.

Custo: Baixo, até R$ 10 em salões de bairro.

Duração: 20 dias.

Dor: Doloroso.

Prós: Ideal para áreas pequenas (como sobrancelha), pode ser feito em casa.

Contras: Doloroso, trabalhoso. Machuca a pele. Recomendações: Higienizar a pinça antes do uso.


Depilação Íntima. A depilação íntima (depilação – sempre com cera quente – das áreas íntimas femininas e masculinas: vulva, ânus – e até testículos) é campeã no gosto das brasileiras – e dos brasileiros também. Uma das principais razões de seu sucesso é a questão da higiene: “Sem a depilação, por mais cuidado que a pessoa tenha, sempre pode ficar algum resíduo que facilite o acumulo de bactérias”, diz Luciana, depiladora do Jacques&Janine do Shopping West Plaza. Apesar de a depilação íntima seja praticamente indolor, a cera tem que estar na temperatura adequada – a região do ânus, por exemplo, é muito irrigada e sensível, e pessoas com tendências a ter hemorróidas têm de ter o dobro de cuidado. É recomendado o aval do médico (nem todos os ginecologistas aprovam a idéia) antes de tentar esse método depilatório. No J&J ela custa R$ 35, e seus resultados duram aproximadamente 30 dias.

Um comentário:

  1. Adorei o blog. Parabens
    Beijos
    P.s: Eu tb tenho um passa lá:
    www.vivopensandoque.blogspot.com

    ResponderExcluir

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Depilação


Se tem um assunto de que toda brasileira entende é depilação. Lâmina, cera, creme – cada mulher tem a sua preferência e a sua “dica” para a hora da depilação.

Mas o que nem todo mundo sabe é que o tipo de depilação deve ser escolhido com muito cuidado, porque nem todo mundo pode se depilar de qualquer forma. A escolha tem que ser bem pensada, levando-se em conta os prós e os contras de cada método. Neste assunto não existe nada absoluto – o melhor método de depilação é aquele que for melhor para você.

Confira os prós e os contras de todos os tipos de depilação disponível no Brasil, e conquiste aquela tão sonhada pele lisinha.

Lâmina. É a popular gilete. Corta a parte mais superficial do pêlo, apenas.
Custo: Baixo. Cerca de R$ 3 a unidade descartável.
Duração: Dois ou três dias.
Dor: Indolor.
Prós: Fácil, rápido, barato, indolor.
Contras: Precisa ser feita com muita freqüência, já que é apenas superficial. Precisa haver cuidado para não ocorrerem cortes na pele. Também pode causar alergias, irritação e até foliculite. Não deve ser usada no rosto.
Recomendações: estique a pele, e passe a lâmina sempre no sentido do crescimento do pêlo, para não encravar. Sempre use lâminas novas.


Creme depilatório. É um creme que “dissolve” os pêlos. Depois de aplicar o creme, você passa uma espátula sobre a pele e o retira – pronto, está depilada.

Custo: Entre R$ 20 e R$ 30.

Duração: De 3 a 5 dias.

Dor: É indolor.

Prós: Fácil de aplicar, pode ser feito em casa, indolor.

Contras: Cheiro não muito agradável (o que pode ser resolvido com a versão perfumada). Pode causar alergia. Recomendações: É muito importante que, antes de usar este creme, você faça um teste em um pedacinho de pele (no antebraço, por exemplo) para excluir a possibilidade de alergias.


Aparelhos elétricos. Existem alguns tipos de aparelhos elétricos de depilação. Alguns se parecem com um aparelho de barbear normal; outros têm dispositivos internos que enrolam e puxam o pêlo, arrancando-o. O terceiro tipo é o roll-on, que parece os aparelhinhos usados em salão.

Custo: Varia conforme o tipo, mas é bem mais caro do que uma lâmina normal.

Duração: 20 dias (o segundo e o terceiro tipos; o primeiro, como não arranca o pêlo pela raiz, faz com que a depilação dure menos).

Dor: Os tipos que arrancam o pêlo pela raiz provocam mais dor.

Prós: Rápido de usar, agride menos a pele em comparação com a lâmina comum.

Contras: É Caro. Recomendações: Não devem ser utilizados em peles machucadas, propensas a irritação ou que tenham sido expostas ao sol.


Cera fria. Um dos métodos mais populares de depilação. Espalha-se a cera sobre uma lâmina de celofane e colada na área a ser depilada. Depois, puxa-se a lâmina, com força, para arrancar os pêlos.

Custo: Cerca de 40 reais a sessão.

Duração: De 20 a 30 dias.

Dor: Doloroso.

Prós: Bom pra quem é sensível ao calor. Pode ser aplicada em casa.

Contras: Dói mais que a cera quente, por não ter calor para abrir os poros. Resseca a pele – é um dos métodos mais agressivos. Pode provocar foliculite. Os pêlos precisam estar longos. Recomendações: Após a depilação, é recomendável hidratar a pele com alguma loção calmante, com camomila, maracujá, aloe vera etc.


Cera quente. Outro método bem popular – inclusive nos salões de beleza. Este método dói menos do que a cera fria, porque a temperatura alta da cera ajuda a fazer com que os poros se expandam – e a depilação seja mais fácil. A cera quente pode ter em sua composição agentes hidratantes ou relaxantes (mel, algas etc.), o que auxilia a evitar reações desagradáveis.

Custo: Cerca de 40 reais a sessão.

Duração: De 20 a 30 dias.Dor: Doloroso.

Prós: O calor ajuda a abrir os poros, provocando menos dor do que a cera fria. Os pêlos, enfraquecidos, tendem a diminuir com a freqüência das sessões.

Contras: Dói. Pode queimar a pele, ou escurecê-la. Os pêlos precisam estar longos.Recomendações: Fique de olho: a cera quente reutilizada é foco de infecções. Recomenda-se que a sessão seja repetida só depôs de no mínimo 28 dias, que é o tempo que a pele leva para se recompor depois da depilação.


Depilação com linha (iraquiana, chinesa, egípcia). É um método novo aqui no Brasil, porém muito antiga em outras civilizações – até os egípcios já a utilizavam. Também chamada de depilação a fio, porque arranca os pêlos fio a fio, utilizando-se uma linha de seda ou de algodão.

Custo: É cara: um rosto pode chegar a R$ 150. Um buço, R$ 45.

Duração: Cerca de um mês.

Dor: Dói como uma pinça.

Prós: Não existe química envolvida. Pode ser feita no rosto.

Contras: Não existe contra-indicação, porque não existe química envolvida. A sessão é demorada – para se depilar um rosto feminino, demora-se 30 minutos. Para se depilar uma barba, pode-se demorar seis horas. É cara.Recomendações: Antes: limpar bem o local a ser depilado, com álcool 70%. Depois: Não é bom usar cremes hidratantes nos dois dias sucessivos à depilação.


Depilação definitiva. Existem alguns tipos, mas aqui vamos tratar do laser, o método mais popular. O laser é captado pela melanina – pigmento responsável pela coloração do fio. Essa energia vai destruir a capacidade de o folículo produzir um novo fio.

Custo: Na clínica Espaço laser, por exemplo, as quatro seções para virilha saem R$ 920, a axila R$ 820 e a perna inteira R$ 2.250.

Duração: É definitiva. Os pêlos só vão reaparecer em algumas áreas no caso de alguma disfunção hormonal.

Dor: É doloroso. A esteticista aplica gelo/anestésico sobre a área a ser depilada.

Prós: É definitivo. O laser pode ser aplicado em qualquer área do corpo.

Contras: Tratamento caro e doloroso. Peles morenas e pêlos claros exigem um equipamento específico. São necessárias cerca de seis sessões para o tratamento ser completo. Se a intensidade do aparelho não for bem regulada, corre-se o risco de haver queimaduras de segundo grau. Recomendações: É recomendável que se fique sem tomar sol por pelo menos três semanas antes do tratamento. Depois das sessões, deve-se evitar o calor/sol sobre o local depilado.


Pinça. É o método campeão para pequenas áreas, como a sobrancelha.

Custo: Baixo, até R$ 10 em salões de bairro.

Duração: 20 dias.

Dor: Doloroso.

Prós: Ideal para áreas pequenas (como sobrancelha), pode ser feito em casa.

Contras: Doloroso, trabalhoso. Machuca a pele. Recomendações: Higienizar a pinça antes do uso.


Depilação Íntima. A depilação íntima (depilação – sempre com cera quente – das áreas íntimas femininas e masculinas: vulva, ânus – e até testículos) é campeã no gosto das brasileiras – e dos brasileiros também. Uma das principais razões de seu sucesso é a questão da higiene: “Sem a depilação, por mais cuidado que a pessoa tenha, sempre pode ficar algum resíduo que facilite o acumulo de bactérias”, diz Luciana, depiladora do Jacques&Janine do Shopping West Plaza. Apesar de a depilação íntima seja praticamente indolor, a cera tem que estar na temperatura adequada – a região do ânus, por exemplo, é muito irrigada e sensível, e pessoas com tendências a ter hemorróidas têm de ter o dobro de cuidado. É recomendado o aval do médico (nem todos os ginecologistas aprovam a idéia) antes de tentar esse método depilatório. No J&J ela custa R$ 35, e seus resultados duram aproximadamente 30 dias.

Um comentário:

  1. Adorei o blog. Parabens
    Beijos
    P.s: Eu tb tenho um passa lá:
    www.vivopensandoque.blogspot.com

    ResponderExcluir

Leia Também

Related Posts with Thumbnails